Adeus Barriga

EU FUI GORDO 24 ANOS. QUER CONTINUAR SENDO?

FRUTAS SECAS

Segundo a medicina Ayurvédica e a medicina Tradicional Chinesa, os sabores são ferramentas importantíssimas na preservação da saúde e no tratamento de doenças.

O sabor doce está desde a infância ligado ao prazer e às memórias afetivas. Ele mexe bastante com os circuitos cerebrais e consequentemente, com o lado emocional e as inteligências.
É o sabor doce que desperta e harmoniza o baço, o estômago, a boca, os lábios e a salivação. É ele o principal responsável pelos processos de transformação.
Por todos estes motivos, não devemos abrir mão deste agradável sabor. Porém, ele deve ser saboreado com consciência.
Utilizar o doce pela compulsão do prazer ou para suprir as necessidades de transformação não são formas saudáveis.

Do açúcar mascavo ao branco, todas são versões refinadas, não saudáveis, pobres nutricionalmente, portanto fonte de energia vazia. Assim, ao longo do seu consumo exagerado e usual, tais tipos de açúcar irão favorecer e desencadear doenças.

A forma mais saudável e equilibrada de consumir o sabor doce é com moderação, pois nenhum exagero é saudável, e a partir de fontes naturais e integrais.
Bons exemplos são as frutas frescas, os cereais integrais, as ervas doces (como a estévia e o funcho), o mel, o melado de frutas e as frutas secas.

Ao desitratar, evaporar a umidade natural das frutas frescas, que gira em torno dos 60-80%, teremos a banana passa, uva passa, ameixa, figo, tâmara, damasco, maçã, abacaxi, caqui, mamão, etc.
As frutas secas são ricas em frutose, o açúcar das frutas, e sais minerais, vitaminas, fibras e enzimas. Podem ser desidratadas ao natural, sob o efeito do calor solar, que não ultrapassa os 45ºC. Em caixas especificamente desenhadas, elas permanecem sob ventilação natural, expostas ao sol por horas, dependendo do tipo de fruta, seu corte, época do ano e grau de insolação de cada local.
Ou, sob o calor de estufas elétricas (evitar estufas a óleo), em temperaturas que não podem ultrapassar os 66ºC. Esta é a temperatura média de uma das estufas do Instituto de Tecnologia de Alimentos, o Ital (Campinas/SP). As frutas frescas, manuseadas segundo cada tipo e fornecedor, são arrumadas em bandejas sobrepostas, por onde circula o ar quente. Permanecem nessa condição por horas, e ao final a fruta fresca se transforma em fruta seca ou fruta passa.

A banana recém colhida tem cerca de 70% de água e ao final da desidratação fica com cerca de 15% de umidade. Devemos ter atenção nas embalagens: a umidade das frutas secas não pode ser superior a 25%, pois neste caso, além do fabricante ganhar mais vendendo água, a possibilidade de crescerem fungos aumenta muito.

Na secagem solar não ocorre perda das substâncias nutritivas, pois vai embora somente a água. Ao contrário, ocorre um enriquecimento, pela impregnação de energia solar (prana) que a fruta recebe durante sua secagem.
Na secagem por estufa a perda maior é da vitamina C, que se degrada termicamente a partir dos 45ºC. Mas, fora isso, a perda nutricional é praticamente nula, se o fabricante evitar aditivos sintéticos, secagem com estufas a óleo, que contamina com os gases do óleo usado, e descontroles da temperatura de secagem.

Obviamente, a desidratação concentra o teor de açúcar e todos os demais nutrientes, consequentemente, as calorias. Ou seja, uma banana fresca tem o mesmo valor calórico de uma banana seca.

Algumas dicas para o consumo equilibrado de frutas secas são a moderação, já que é mais fácil extrapolar o seu consumo, mastigá-las bem, para dar tempo da salivação acelerar sua re-hidratação, que será finalizada no estômago, e ingerir bastante água, pois a digestão das frutas secas demanda muita água do organismo.

No caso das frutas secas industrializadas existem conservantes (químicos ou orgânicos naturais), que evitam a oxidação das frutas, o crescimento de fungos, e até auxiliam no seu tempo de secagem (geram fissuras nas cascas para a água evaporar mais rápido).
É importante checar se os limites impostos pela legislação para a adição dessas substâncias estão sendo respeitados. Os conservantes químicos são: bicarbonato de sódio, cloreto de sódio, hidróxido de sódio e o anidrido sulfuroso. A legislação estipula o máximo de 0,1 grama/quilo de fruta produzida, que é tolerável e num processo de produção em alta escala é necessário, para evitar a contaminação por insetos e fungos.
Para quem rejeita a ingestão de conservantes químicos, mesmo que em quantidades ínfimas, o ideal são as frutas secas desidratadas com técnicas naturais, preparadas em estufa solar ou com conservantes orgânicos, como o ácido cítrico (suco de limão) e o ácido ascórbico, a vitamina C.

Frutas secas são uma rica fonte de frutose, que é um açúcar mais lento (menos glicêmico) e ainda na sua forma integral, ou seja, toda a alquimia da fruta está ali concentrada, principalmente se for via secagem solar. Além disso, garantem um sabor doce suave e agradável, assim como a reposição das energias, sais minerais, fibras e elevado poder desintoxicante.

Outro ponto a favor das frutas secas é o seu prazo de validade. Se bem armazenadas, longe da umidade e em temperatura ambiente, podem durar de seis meses a um ano. Por isso, fáceis de levar na bolsa para consumir a qualquer hora.

Propriedades:

• Abacaxi-passa – rico em fibras e carboidratos
• Ameixa seca – rica em cálcio, potássio e vitamina A
• Banana passa – rica em potássio e vitamina A
• Damasco seco – rico em fibras, vitamina A e carboidratos
• Figo seco – rico em cálcio e potássio
• Maçã seca – rica em potássio
• Mamão-passa – rico em cálcio
• Pêssego seco – rico em fibras e vitamina A
• Tâmara seca – rica em fósforo
• Uva-passa – rica em potássio

* adaptação do artigo Frutas Secas – divina doçura!, de Conceição Trucom (Química e Cientista)

***Do Blog da TATI – SO HAM

31/08/2010 Posted by | Alimentação, Saúde | | 1 Comentário

Problemas de sono podem desencadear transtorno bipolar em crianças

Estudo recente feito por pesquisadores da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, identificou que crianças com problemas de sono podem sofrer psicoses maníaco-depressivas, como é o caso do transtorno bipolar, na infância.

O estudo, feito com 300 crianças, identificou que o gene responsável por perturbações no sono ? o RORB ? possui quatro variantes que também estão relacionadas com variações abruptas de humor, o chamado bipolarismo.

Os pesquisadores sugerem que os genes do relógio biológico, principalmente o RORB, podem ser importantes em investigações envolvendo o transtorno bipolar, aumentando as chances de desenvolvimento de tratamentos mais eficazes

.Não é fácil. Conhecido até o início da década de 90 pelo nome de psicose maníaco-depressiva, o transtorno bipolar nem sempre é fácil de ser identificado. Até receber o diagnóstico correto, um paciente pode ser levado a consultar-se com três médicos diferentes, num calvário que demora anos fora os meses necessários para chegar ao medicamento certo e às doses adequadas, depois de constatado o distúrbio.

Reconhecer o transtorno bipolar na infância é ainda mais complexo. Na maioria dos adultos, as manifestações clínicas são clássicas o humor oscila de um extremo ao outro, da alegria incontrolável e raciocínio veloz à depressão e apatia. No caso das crianças, não é comum ocorrer essa gangorra emocional.

A doença se apresenta por meio de uma conjunção de sintomas menos específicos, como impulsividade, irritabilidade, dispersão, agitação e acessos de raiva.

Por causa dos sintomas pouco específicos, é recorrente que a criança bipolar seja diagnosticada com outros males, como o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e a depressão. Para fazer o diagnóstico diferencial, é preciso ficar atento a sinais de humor cíclico e analisar o histórico familiar. Quase metade das pessoas que sofrem de transtorno bipolar tem outros casos na família.

Saiba Mais:

Maravilhosa Hora de Dormir

Dormir Bem evita Obesidade

7 hábitos simples para mandar insônia embora

29/08/2010 Posted by | Bipolaridade, Depressão, Saúde, SONO | , | 1 Comentário

OBESIDADE. ou não…

Rui sugeriu a leitura do seguinte endereço:E Não se esqueça a escolha é sua. Quer isso se não quiser eu posso ajudar.

http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?id=1040682&ch=

28/08/2010 Posted by | Obesidade | , , , | Deixe um comentário